Header Ads

Documentário e exposição homenageiam pioneiras no Dia Internacional da Mulher

Para marcar o Dia Internacional da Mulher comemorado em 8 de março, a Aliança Francesa, em parceria com Delegação da União Europeia e o Instituto de Pesquisa Aplicada da Mulher, irão homenagear aquelas que tiveram a coragem de enfrentar o desconhecido e se mudar para Brasília, quando esta era apenas terra vermelha. Não apenas ajudaram a construir aquela que viria a se tornar a capital do Brasil, mas contribuíram para a constituição de sua cultura e memória.

Neste dia, a escola de língua francesa exibirá o documentário "Poeira e Batom" legendado em francês pela primeira vez, com a presença da primeira-dama do Distrito Federal, Márcia Rollemberg. Logo após a projeção, ocorrerá um bate-papo seguido de inauguração da mostra "Memórias Femininas da Construção de Brasília", com direito à montagem de um salão da época, onde o público será recebido, durante o coquetel, pelas pioneiras de Brasília.

O documentário “Poeira e Batom” surgiu a partir da obra de Tânia Fontenele, que coletou depoimentos de pioneiras que chegaram ao Planalto Central entre 1956 e 1960, mulheres quase invisíveis na história oficial da capital do país. A pesquisa, feita de maneira sensível, traz à tona e dá voz a um mundo, até então invisível, povoado por donas de casas, enfermeiras, médicas, operárias, professoras, engenheiras, domésticas, cozinheiras e parteiras, entre tantas outras profissionais. O trabalho revela a participação dessas mulheres na constituição da nova capital brasileira, cada uma a seu modo e no âmbito de seus respectivos segmentos sociais.

É com esse olhar justo e generoso que Fontenele traz mais uma iniciativa de resgate tanto da memória do contingente feminino responsável por edificar uma cidade ainda por ser feita, quanto de uma época singular da história do Brasil: “Memórias Femininas da Construção de Brasília”. A pesquisa da cineasta – economista de formação e especialista em Gênero e Diversidade – desdobra-se agora em uma exposição que reúne acervo inédito de imagens, cartas, documentos históricos, fotos e objetos pessoais que retratam o momento histórico e, principalmente, ilustram como essas candangas, de modo praticamente silencioso e anônimo, foram protagonistas na formação da capital.

De acordo com ela, a exposição relata que a montagem da pesquisa iconográfica se deve à expressiva colaboração das mulheres candangas e suas famílias e dos acervos do Arquivo Público do Distrito Federal, do Museu Vivo da Memória Candanga e da Biblioteca Setorial da 108/308 sul.

O evento conta ainda com apoio da Embaixada da França no Brasil, Secretaria de Cultura do Distrito Federal, Assessoria Internacional do Governo do Distrito Federal, Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados, Procuradoria Especial da Mulher do Senado Federal, do Arquivo Público do Distrito Federal, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e do Museu Vivo da Memória Candanga.

Programação:
Documentário “Poeira e Batom” e exposição “Memórias Femininas da Construção de Brasília”
18h30: Acolhida das personalidades
19h: Exibição do documentário
19h45: Bate-papo entre as mulheres que fizeram Brasília e representantes da diplomacia brasileira, com a presença da Sra. Márcia Rollemberg

Painel:
Ministra conselheira da Delegação Europeia
Embaixadoras mulheres em Brasília
Presidente do Grupo das Esposas do Corpo Diplomático de Brasília
Tânia Fontenele
Ione Carvalho
Mulheres do documentário
20h: Inauguração exposição e coquetel no Espaço Cultural Ernesto Silva

Serviço:
Abertura: 8 de março de 2016
Visitação: De 9 de a 15 de março
Local: Auditório da Aliança Francesa e Espaço Cultural Ernesto Silva
Endereço: SEPS 708/907 lote A
Entrada franca

LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS

BRASÍLIA POP
brasiliapop@brasiliapop.com
Foto: Divulgação

Tecnologia do Blogger.