Selecionar menu

Anúncio

Slider

Variedades

Veja nossa série especial

Performance


Cute

My Place

DONA CISLENE

Anúncio


Videos

» » » » » » "É preciso coragem para sair de cena", diz Tom Cavalcante sobre volta à TV
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Por Elijonas Maia



Com 21 anos de carreira, Tom Cavalcante é atualmente o maior humorista do país. Teatro e TV aberta estão em sua trajetória. Mas, agora, após uma temporada nos Estados Unidos estudando inglês, fazendo workshops de direção de cinema e produzindo o media-curta "Pizza me Máfia", o também ator segue para outros projetos: TV fechada e cinema. Em entrevista exclusiva ao portal BRASÍLIA POP, Tom Cavalcante afirma que está em contato estudando possibilidades de ingressar no cinema muito em breve. "Tenho conversado com diretores do primeiro time para aquecermos ideias e argumentos. Em breve pinto na telona", disse o comediante. Tom se apresenta nesta semana na capital federal com o espetáculo "No tom do Tom".

Confira a entrevista completa:

BRASÍLIA POP: Você sentia falta de fazer TV?
TOM: Um pouco! O grande desafio era voltar ao ar com um novo formato de programa.  

BP: Como é pra você voltar à TV depois de tanto tempo afastado?
TOM: Quando resolvi me afastar da TV, todos os porquês já estavam bem resolvidos no tocante a minha ausência. Não é fácil dar uma pausa em uma carreira de 21 anos e sair de cena, é preciso coragem. Banquei na minha cabeça a saudade que iria sentir do meu publico e das minhas aparições e fui em busca de novos aprendizados. É assim que tem que ser. Tinha a necessidade de voltar com algo novo para mostrar ao meu país.

BP: Você passou um tempo estudando interpretação nos Estados Unidos. Até morou. Como foi a experiência?
TOM: A minha experiência nos EUA foi muito rica. Além de estudar a língua, fazer os workshops de direção de cinema, produzi um media-curta que se chama Pizza me Máfia. Contratei todo elenco de atores americanos e fui pra dentro do set atuando e estudando a mecânica praticada por eles. Valeu a pena, o resultado é um filme bem feito e divertido.


BP: Onde você busca inspiração para criar os personagens?
TOM: Nas esquinas, ruas, aeroportos, bares e praças desse mundão...

BP: Como você enxerga a nova safra do humor brasileiro?
TOM: Todo aquele que trouxer na bagagem consistência artística e ganhar o apoio da galera será sempre bem-vindo.

BP: Existe algum nome dessa nova geração que acompanha, e quem é?
TOM: São tantos que brilham hoje em dia que não da para enumera-los.

BP: Na imitação você tem mais facilidade para copiar a voz ou os trejeitos da pessoa?
TOM:  Na infância descobri essa facilidade em reproduzir sons e vozes fossem elas de pássaros, animais ou vozes. O tempo foi passando a oportunidade de ser artista chegou e comecei a lapidar meu instrumento de reproduzir todos esses sons. Te confesso que não sinto muita dificuldade em atingir ou aproxima-se do alvo a ser imitado.


BP: Há algum projeto para TV aberta?
TOM:  Ainda não!

BP: E projetos para o cinema?
Tom: Estou em contato estudando possibilidades de ingressar no cinema muito em breve. Tenho conversado com diretores do primeiro time para aquecermos ideias e argumentos.  Em breve pinto na telona.

BP: O que você acha desses canais que fazem humor na internet? Tem projeto pra fazer algo do tipo?
TOM: Na internet ainda não! O mundo evolui para essa plataforma com sucesso! Nós não poderíamos estar de fora.

BP: O que a Escolinha do Professor Raimundo representou em sua vida?
TOM: A Escolinha tem uma representatividade enorme na minha carreira por ser o inicio de tudo. As aparições de um ilustre desconhecido ao lado do mestre do humor Chico. TUDO COMEÇOU BEM ALI NAQUELA SALA. E QUE SALA!


LEIA MAIS: 


Serviço
NO TOM DO TOM
Dia 20 de junho de 2015
Horário: Sábado às 21h
Local: Auditório Planalto – Centro de Convenções Ulysses Guimarães
Endereço: SDC Eixo Monumental - Lote 05, Brasília - DF
Ingressos: R$ 75 (meia)*
Clientes Porto Seguro: R$ 70 (preço único)

Pontos de venda
Site www.naoperco.com
Lojas Cia Toy e Belini Pães e Gastronomia**:
Cia Toy Terraço Shopping - (61) 3233-7240
Cia Toy Pátio Brasil - (61) 3224-8334
Cia Toy Península Shopping - (61) 3468-1727
Cia Toy Alameda Shopping - (61) 3351-1963
Cia Toy Feira dos Importados - (61) 3037-3782
Cia Toy Gilberto Salomão - (61) 3248-7745
Cia Toy Iguatemi Shopping - (61) 3468-3765
Cia Toy Águas Claras - (61) 3435-2375
Cia Toy Parkshopping - (61) 3233-6762
Cia Toy Taguatinga Shopping - (61) 3024-1388
Belini - 113 Sul (61) 3345-0777

*Quem paga meia-entrada: estudantes (será exigida a comprovação dos pagantes de meia-entrada na hora da compra e na portaria do teatro no dia do evento), pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, professores da rede de ensino público e particular, pessoas com necessidades especiais e seus acompanhantes.
**Pagamento somente em dinheiro. No dia do espetáculo, ingressos à venda também na bilheteria do Teatro a partir das 12h.

Duração: aproximadamente 90 minutos
Informações: (61) 4101-1230
Classificação indicativa: 14 anos
ELIJONAS MAIA / BRASÍLIA POP
brasiliapop@brasiliapop.com
Fotos: Divulgação

Sobre Elijonas Maia

Elijonas Maia, 23 anos, é fundador e diretor-geral do Brasília Pop. Começou na internet em 2008, escrevendo para sites especializados na área de TV. Colaborou com o extinto TV Audiência e foi colunista semanal. Escreveu para a revista E-teen até criar o blog Pecevejo, de Variedades, ultrapassando 1 milhão de visitas em menos de um ano. Foi eleito pelo canal pago Multishow uma das 500 pessoas mais influentes do Twitter. Fora do mundo virtual, o jornalista já trabalhou no Jornal Satélite, Revista Freedom, Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Correio Brazilliense, TV Record Brasília e atualmente é repórter do Diário do Poder.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Anúncio