Selecionar menu

Anúncio

Slider

Variedades

Veja nossa série especial

Performance


Cute

My Place

DONA CISLENE

Anúncio


Videos

» » » » » » Bell Marques emociona fãs de todo o Brasil no Bell Exclusive Brasília; confira entrevista exclusiva
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Por Welson Ximenes



Às vésperas do início da maior festa popular do mundo, o carnaval de Salvador, o astro baiano Bell Marques esteve em Brasília para a segunda edição do Bell Exclusive. O show intimista, considerado um sonho para os fãs do cantor, levou foliões de todo o Brasil para o Estádio Nacional Mané Garrincha. Bell fez uma viagem musical com sua Big Band e tocou, durante mais de quatro horas, sucessos do início da carreira, em 1983, quando integrava a banda Chiclete com Banana, até o momento atual em carreira solo.

Em entrevista exclusiva ao Brasília Pop, Bell relembrou os primeiros momentos quando veio a capital federal. "A primeira vez que nós viemos a Brasília foi duro nós entrarmos aqui. Brasília era uma cidade muito Rock and Roll, uma cidade urbana, mas nós conseguimos romper essa barreira e fazer com que Brasília se rendesse às músicas alegres, às coisas mais divertidas. Nós fazemos parte totalmente dessa cultura. Fizemos muita coisa bacana essa época toda que nós tocamos para os brasilienses e pretendo fazer muito mais", afirmou Bell. Sobre o Bell Exclusive, o artista pretende viajar o país com esse projeto após o carnaval de Salvador. "O Exclusive é um show divertido. Aquele fã que leva a plaquinha, pedindo músicas no show, vai gostar pra caramba. O problema, que para o fã não é problema, é que a música que ele deseja pode estar no início da história ou no fim."

Às 20h15, o cantor subiu ao palco com sua energia contagiante e agradeceu a todos os foliões por terem abraçado a nova fase da carreira. "Bom demais estar aqui com vocês nesta noite linda. Vamos fazer um show único, com sucessos que fazem parte da história que nós vivemos juntos durante esses anos todos. Vamos cantar, cantar e cantar, porque desse jeito eu aprendi a escrever a minha vida", disse Bell antes de tocar "Voa, voa" (2003). Mas os fãs estavam ansiosos para ouvir as canções que o ídolo não cantava havia anos. Em meio às músicas recentes, Bell buscou em sua discografia a primeira antiga da noite: "Maravilha, coisa louca", sucesso do primeiro álbum do Chiclete com Banana, o Traz os Montes, de 1983.

Bell surpreende fã com bolo de aniversário
Bastante agitado e motivado por estar mais uma vez em Brasília, pois foram quatro shows na capital em menos de um ano, Bell continuou cantando sua história e apresentou "O mistério das estrelas" (1984), "Sementes" (1985), "Mirando o luar" (1986), "Te amo, tiete" (1988), "Trópico banana" (1989), "Quiribamba" (1991), "Eu sou soteropolitano" (1994), "Suinga Índia" (1995), "Saia rodada" (1996) e muito mais.

Para relembrar quando apareceu para o Brasil, em inúmeras apresentações no programa do padrinho, Chacrinha, na TV Globo, Bell cantou "Gritos de guerra" (1987). O forró agalopado, que faz parte da história de Bell desde o início da carreira, também não ficou de fora. O cantor colocou todo mundo pra dançar ao som de "No lume da fogueira" e "Lua menina", ambas de 1986, e as canções "Tareco e mariola" e "Sétimo céu", do ano 2000. Já pensando no carnaval, Bell apresentou a canção "Se você fosse um peixinho", sucesso da banda dos filhos Rafa Marques e Pipo Marques, a Oito7Nove4. Para registrar os 30 anos do Axé Music, comemorados este ano, Bell cantou "Haja amor", do pai do Axé, Luiz Caldas.

CARINHO DO POVO
No público, fãs de todo o Brasil iam ao delírio a cada sucesso que o baiano tirava do rico baú musical. Uma fã, em especial, não tirava os olhos de Bell, pois ela, mais do que ninguém, acompanhou e ajudou em toda a trajetória do cantor. Trata-se de dona Ana Marques, Aninha, a mulher amada de Bell. Aninha ficava encantada a cada vez que era chamada de "Amore", apelido carinhoso que Bell deu a sua esposa.

Ana Marques, a mulher amada de Bell
Também presente no show em Brasília, o compositor Clori Roger veio de Salvador e pôde conferir, ao vivo, canções feitas por ele na voz de Bell. "É como ver um filho trilhando um caminho de sucesso, não tendo mais que interferir na sua criação. Assim é na música também. Nós criamos e entregamos ao mundo através da voz de Bell Marques, que já faz parte da sintonia musical de muita gente. Ele sabe emocionar como poucos. Sou fã dele", diz Clori, autor dos sucessos "Dê Um Grito Aí" (1998), "Eu Fui Atrás de Um Caminhão" e "Flutuar", de 2007, "Bem-vindo ao Mar (2009)", "Lindo é Viver" e "Gesto de Amor", de 2013.

Fã de Bell desde criança, quando os pais a levavam, com apenas dois anos de idade, para o Fortal, a estudante Gabriela Mamede viajou do Ceará para Brasília para viver mais um encontro histórico com o ídolo. "Havia anos que eu sonhava em assistir a um show como o Bell Exclusive. Foram quatro horas relembrando os clássicos da carreira de Bell, músicas que marcaram minha vida nesses meus vinte anos e que até pouco tempo eu não acreditava que ouviria ao vivo. Não tenho palavras para a noite que vivi. Só tenho a agradecer por ter Bell na minha vida. Ao encontrar Bell, se eu não gaguejar, as mãos não começarem a tremer e nem a suar é porque alguma coisa está errada. Felicidade que não cabe em mim", entusiasma-se Gabriela.

Bell surpreendeu a todos e chamou Thiago Marques, um dos fundadores do primeiro fã-clube dele, ao palco para receber uma homenagem pelo aniversário
Para o empresário Thiago Marques, um dos fundadores do Bell Marques Show, primeiro fã-clube do cantor baiano no Brasil, o projeto Bell Exclusive Brasília nunca sairá da memória. Durante o show, Bell fez uma surpresa e chamou Thiago ao palco para receber uma homenagem pelo aniversário. "Bell Marques, meu ídolo, me proporcionou algo que eu jamais pensei em receber. Eu já estava me sentindo privilegiado em poder comemorar mais uma primavera em um show dele, ainda mais no Bell Exclusive - esse projeto que é o sonho de consumo de 100% dos fãs desse cara bacana, quando, de repente, ele me chama e canta parabéns com direito a bolo. Inesquecível", diz, emocionado, Thiago.

Para o carnaval, Bell já está no clima e não esconde a ansiedade. "Já chegou o Carnaval, a tensão aumenta. Nós ficamos superansiosos para dar o primeiro acorde e você estar dentro no carnaval com um repertório desse (do Bell Exclusive) é tudo o que o artista precisa. Eu estou com um repertório muito diversificado, não só com minhas canções, mas também de amigos nossos", confidenciou Bell ao Brasília Pop.

Bell dá entrevista descontraída ao repórter Welson Ximenes
O cantor Bell Marques se despediu dos fãs em superalto astral. "Foi uma noite muita linda. Que show fantástico em Brasília! Clima super agradável. O Bell Exclusive foi inesquecível. Muito obrigado a todos que participaram, a todos os fãs que vieram de outros estados. Obrigado pelos sorrisos. Noite para guardar na memória. Valeu mesmo! Até a próxima", disse Bell.


WELSON XIMENES / BRASÍLIA POP
brasiliapop@brasiliapop.com
Fotos: Luis Fabiano Neves

Sobre Elijonas Maia

Elijonas Maia, 23 anos, é fundador e diretor-geral do Brasília Pop. Começou na internet em 2008, escrevendo para sites especializados na área de TV. Colaborou com o extinto TV Audiência e foi colunista semanal. Escreveu para a revista E-teen até criar o blog Pecevejo, de Variedades, ultrapassando 1 milhão de visitas em menos de um ano. Foi eleito pelo canal pago Multishow uma das 500 pessoas mais influentes do Twitter. Fora do mundo virtual, o jornalista já trabalhou no Jornal Satélite, Revista Freedom, Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Correio Brazilliense, TV Record Brasília e atualmente é repórter do Diário do Poder.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Anúncio