Header Ads



Chefs de Brasília participam da campanha #desafiopimenta

Chef Dudu Camargo
A solidariedade está em alta. Após o viral desafio do gelo, onde famosos tomaram banho gelado para ajudar nas pesquisas sobre a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), chefs de cozinha de Brasília entraram na onda e estão participando de uma campanha pouco parecida na capital, mas com o mesmo fim: doar para quem precisa. Trata-se do #desafiopimenta, criada pelo empresário e produtor Daniel Zukko.

A campanha funciona diferente. Na internet, cada chef desafia outro a comer uma pimenta, gravar um vídeo e divulgar nas redes sociais. A cada like que o post tiver, R$ 1 é doado a uma instituição escolhida pelo profissional.

O #desafiopimenta começou em 21 de agosto, e três renomados chefs de Brasília já aceitaram o desafio e postaram vídeos em prol da campanha social. Mara Alcamin, do Universal Diner e Universal Café; Dudu Camargo, que comanda Fratello Uno, Da Noi, Dudu Camargo Bar Restaurante, Yours, Unanimità e Respeitável Burger; e David Lechtig, do El Paso.
Chef Mara Alcamin, do Universal Diner

O pontapé inicial foi dado por Mara. Ela comeu uma pimenta dedo-de-moça inteira com sementes. O vídeo dela já passou de 1.340 curtidas. Em seu vídeo, ela intimou o chef Dudu. Ele postou seu vídeo na última segunda-feira e já está com quase 5 mil likes. Dudu escolheu o Lar dos Velhinhos Francisco de Assis, no Núcleo Bandeirante, para doar o dinheiro.

Dudu passou a bola para David, que comeu pimenta e ainda tomou tequila. Ele fará sua doação para a Vida Positiva, uma ONG de Taguatinga que se dedica a cuidar de crianças com HIV. David intimou Alexandre Albanese, do Nossa Cozinha Bistrô, que deve dar continuidade à rede. 

Segundo o criador, Daniel Zukko, o #desafiopimenta continua e não tem data para acabar. Quanto mais chefs entrarem na brincadeira, melhor. A intenção é que a campanha seja ampliada para outros estados. 

Veja o vídeo do chef David Lechtig:


BRASÍLIA POP
brasiliapop@brasiliapop.com
Foto: Daniel Zukko

Tecnologia do Blogger.