Header Ads

Caixa Cultural Brasília apresenta exposição “Um dia depois do outro”, da artista plástica Renata Padovan


A Caixa Cultural Brasília apresenta, entre os dias 16 de julho e 7 de setembro, a exposição “Um dia depois do outro”, da artista plástica Renata Padovan. Inédita no país, a mostra reúne vídeo projeção, instalação sonora e 21 fotos, que nasceram após a residência da artista na Finlândia, em 2012. Os trabalhos são norteados pelo experimentalismo, mostrando a visão de Renata na incidência do tempo sobre a fugacidade das paisagens. 

Observando as fotos de longe, por exemplo, vê-se uma composição abstrata, com faixas horizontais. Ao se aproximar, o expectador nota pequenos frames de fotos, numa sequência de clicks feitos de um mesmo lugar, de um mesmo ângulo, porém, com variações de luz que produzem diferenças cromáticas.

Na série de vídeos, imagens registradas em um time-lapse (recurso cinematográfico que trabalha com intervalo de tempo), são projetadas, uma após a outra, numa sequência real. Os sete vídeos de 30 segundos são projetados, ininterruptamente, compondo uma imagem só, contextualizando o trabalho e evidenciando as mudanças de luz.


O trabalho sonoro “Sinfonia nº 1 para Torneira e Leiteira” surge como trilha para a exposição, apresentando a gravação do som da água caindo numa leiteira. Ao aumentar e diminuir o fluxo da torneira cria-se uma cadência sonora que marca o tempo, ora de forma rítmica, ora criando um turbilhão sonoro em que a sequência temporal é quebrada.

Serviço
Exposição: Um dia depois do outro – Renata Padovan.
Abertura: dia 15 de julho, às 19h, com a presença da artista e do curador Josué Mattos, que farão visita guiada.
Período: de 16 de julho a 7 de setembro de 2014
Horário: de terça-feira a domingo, das 9h às 21h
Local: Caixa Cultural Brasília | Galeria Vitrine
Endereço: SBS, quadra 4, lotes 3/4 - Asa Sul, anexo à matriz da Caixa
Ingressos: Entrada franca
Classificação Indicativa: Livre


BRASÍLIA POP
brasiliapop@brasiliapop.com
Foto: Eddu Ferraccioli
Tecnologia do Blogger.