Header Ads

Museu Nacional dos Correios recebe "A arte que permanece"


O Museu Nacional dos Correios recebe, a partir desta quinta-feira (20/3), parte da coleção de Chagas Freitas na exposição "A arte que permanece", composta por mais de 100 obras de 40 artistas da extinta República Democrática Alemã.

Na exposição, parte significativa da produção artística independente da época é revelada por meio da coleção de Chagas Freitas, prova viva de que muros podem ser erguidos e caírem, países podem surgir e desaparecer, mas a verdadeira arte é algo que transcende as fronteiras e o tempo. O acervo, composto por pinturas, desenhos, gravuras e fotografias de inegável qualidade estética, incorpora também documentos que apresentam um recorte da política e história mundial.

Apesar da imponência do muro, os artistas preservaram a expressão livre e desprendida de um Estado que buscava impor o certo e o errado. Mesmo marginalizados e mantidos aquém do mercado, estabeleceram uma maneira particular de representar a realidade. A liberdade, celebrada em 1989, foi decisiva para a valorização e consolidação do trabalho desses criadores, muitos deles ainda atuantes.

A mostra, uma inconfidência oportuna no ano da Alemanha no Brasil, permite ao público o acesso a obras inéditas e descortina um período em que a arte teve de inventar caminhos novos para escapar ao controle e repressão do regime autoritário. A parceria com a Embaixada da Alemanha no Brasil e o Instituto Goethe fortalece a relação entre os dois países, aumentando a cooperação e o intercâmbio cultural.

É, assim, um privilégio para os Correios receber esta seleção criteriosa da coleção Chagas Freitas, um referencial do universo artístico da época. Os esforços de um colecionador privado, de instituições internacionais e de uma empresa estatal, permitem que o público tenha acesso a obras que, se assim não fosse, poderiam ser contempladas por apenas uns poucos privilegiados. A ARTE QUE PERMANECE está perfeitamente alinhada à proposta dos Correios de atuarem no papel de agente social, ao fomentar a cultura, ampliando horizontes e abrindo novos caminhos para o saber.

Serviço:
Abertura: 20 de março | 19h
Palestra: 21 de março | 15h
Palestra com os artistas Matthias Jackisch e Wolfgang Scholz.
Entrada franca - sujeita à lotação do auditório.
Visitação: 21/3 a 4/5/2014
Local: Museu Nacional dos Correios
Endereço: Setor Comercial Sul, quadra 4, bloco A, n° 256, ed. Apolo, Asa Sul. Brasília/DF
Horário: terça a sexta-feira, de 10h às 19h. Sábados, domingos e feriados, de 12h às 18h.
Informações e agendamento de visitas: (61) 3213-5076 - museu@correios.com.br
Entrada gratuita

BRASÍLIA POP
brasiliapop@brasiliapop.com 
Foto: Henrique Luz

Tecnologia do Blogger.