Selecionar menu

Anúncio

Slider

Variedades

Veja nossa série especial

Performance


Cute

My Place

DONA CISLENE

Anúncio


Videos

» » » » » Espetáculo Camélia estreia no palco do CCBB Brasília
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga



Após vencer a 6ª edição do projeto Seleção Brasil em Cena, o espetáculo “Camélia”, escrito pelo paulista Ronaldo Ventura, estreia no Centro Cultural Banco do Brasil - Brasília, onde realizará temporada de 22 de janeiro a 16 de fevereiro. Em seguida, o espetáculo segue para o CCBB do Rio de Janeiro, onde será apresentado entre 13 de março a 7 de abril . 

Camélia conta com direção de Luana Proença e elenco composto de alunos de artes cênicas ou recém-formados:Tainá Palitot, Cintia Portella, Carmen Mee, Kyll Nunes, Renata Bittencourt, Marcelo Nenevé e Rodolfo Godoi (que faz sua estreia teatral). O espetáculo é inspirado no caso de uma paciente homossexual publicado por Freud por volta de 1920.

Tendo como ponto de partida a história de uma jovem se apaixona por uma mulher mais velha, Ventura foi pesquisar mais detalhes e descobriu que essa jovem viveu até os 100 anos, passou por duas guerras mundiais, era judia de nascimento, fugiu dos nazistas, correu o mundo e passou uma temporada no Brasil. Teve um relacionamento com uma mulher casada, e apesar de tantas paixões, esse foi seu único e verdadeiro amor até o final da vida.

O autor do texto inclusive já tem um histórico a respeito da dramaturgia lésbica, tendo sido ganhador do prêmio LGBT do Ministério da Cultura em 2009 com o projeto “Trilogia Lésbica”. Ronaldo Ventura se considera um militante da causa: “Eu luto e escrevo para que as pessoas possam amar quem elas quiserem e não quem as outras pessoas querem que elas amem”.

Sinopse
A montagem de “Camélia” fala sobre Marguerethe Csonka, imortalizada para a história com o nome de Sidonie Csillag. O espetáculo é contado em três planos: “Solo” – quando a personagem narra seus pensamentos e relata alguns trechos de sua vida; “Diálogos com a Desconhecida Eu” – no qual Sidonie conversa com personagens num lugar sem tempo, nem espaço, onde, ao longo deste encontro, ambos vão se revelando diante do público; e “Fragmentos de um Sentimento Amoroso” – que seria a representação de forma mais realista de fatos da vida desta mulher.

A diretora Luana Proença optou trabalhar não somente dentro do consciente, mas do subconsciente da personagem. “Quis mostrar como ela se enxerga e às pessoas que passaram pela sua vida, como se fosse um grande sonho”, afirma. “A peça retrata a incrível história daquela que foi uma das grandes pacientes de Freud, uma mulher homossexual que viveu praticamente durante todo o século XX”, ressalta a diretora.

Os cenários e figurinos assinados por Roustang Carrilho e Cyntia Carla, respectivamente, foram inspirados nas obras dos artistas Dáli e Picasso. “As roupas são feitas como se fossem colagens e os objetos de cena são fragmentados como parte de um sonho de Sidonie”, explica Luana, que integra a trilha sonora à narrativa do espetáculo. 

Serviço
Camélia- o que há de mais gracioso – De 22 de janeiro a 16 de fevereiro/De quinta a domingo, às 19 horas.
Entrada: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia)
Classificação indicativa: 18 anos
Informações: (61) 3108-7600.
CCBB Brasília
Aberto de terça-feira a domingo das 9h às 21h
SCES Trecho 2, conjunto 22 – Brasília/DF Tel: (61) 3108-7600
e-mail: ccbbdf@bb.com.br site: www.bb.com.br/cultura

BRASÍLIA POP
brasiliapop@brasiliapop.com
Foto: Diego Bressani Estúdio California

Sobre Elijonas Maia

Elijonas Maia, 23 anos, é fundador e diretor-geral do Brasília Pop. Começou na internet em 2008, escrevendo para sites especializados na área de TV. Colaborou com o extinto TV Audiência e foi colunista semanal. Escreveu para a revista E-teen até criar o blog Pecevejo, de Variedades, ultrapassando 1 milhão de visitas em menos de um ano. Foi eleito pelo canal pago Multishow uma das 500 pessoas mais influentes do Twitter. Fora do mundo virtual, o jornalista já trabalhou no Jornal Satélite, Revista Freedom, Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Correio Brazilliense, TV Record Brasília e atualmente é repórter do Diário do Poder.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Anúncio