Selecionar menu

Anúncio

Slider

Variedades

Veja nossa série especial

Performance


Cute

My Place

DONA CISLENE

Anúncio


Videos

» » » » » » » Universo animado no CCBB
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Exposição MOVIE-SE: No tempo da animação ocupa o CCBB Brasília entre 30 de abril e 7 de julho com a arte de dar vida a desenhos

Foto: Divulgação CCBB

-->

Assim como o cinema, a animação surgiu no final do século 19 e se desenvolveu ao longo das décadas seguintes, atingindo um público gigantesco e se consolidando como uma das mais populares formas de comunicação, tanto como entretenimento quanto como expressão artística (em muitos casos, os dois ao mesmo tempo). É inegável o poder dos desenhos animados de falar com as pessoas, tocar seus corações e mentes, constituindo um autêntico fenômeno cultural e sócio-político.

A animação nos últimos 150 anos, sua evolução, principais personagens, autores e reflexões sobre o assunto compõem a exposição MOVIE-SE: No tempo da animação, que ocupará o Centro Cultural Banco do Brasil Brasília entre 30 de abril e 7 de julho. Concebida pelo Barbican Centre (um dos principais centros culturais de Londres e da Europa), MOVIE-SE oferece ao visitante, adulto ou criança, a oportunidade de conhecer desde os primórdios da animação até as mais novas tecnologias utilizadas usadas neste tipo de produção, além das diferentes técnicas, formatos, materiais e temáticas que formaram a trajetória da animação.

“Esta é a primeira exposição que trata exclusivamente da animação e nós queremos mostrar para o público as diferentes possibilidade dessa arte”, comenta Patrick Moran, coordenador de exposições itinerantes do Barbican. “MOVIE-SE foi pensada para um público amplo, desde pessoas que entendem do assunto até o público leigo, que poderá se aprofundar e conhecer mais da animação produzida fora do grande mercado”, acrescenta Ania Rodríguez, da produtora Arte A, responsável pela exposição no Brasil.


A montagem vai de clássicos de Walt Disney, como Branca de Neve e os Sete Anões, a sucessos recentes como a trilogia Toy Story, passando pelas produções japonesas Akira e Princessa Mononoke e pelos desenhos do estúdio Hanna-Barbera. Também inclui as experimentações em stop-motion de Norman MacLaren e Jan Svankmajer e os trabalhos cult de Ralph Bakshi. MOVIE-SE traça um detalhado panorama dessa arte – do pioneirismo de Winsor McCay à utilização híbrida de animação em filmes com atores de carne e osso para dar vida ao inimaginável –bem exemplificado em Jurassic Park, de Steven Spielberg.

Dividida nas seções Aparições, Personagens, Super-humanos,Fábulas e Fragmentos, Estruturase Visões, MOVIE-SE apresenta 102 animações (entres clipes e exibições na íntegra), 17 quadros com reproduções de personagens, cinco peças dos bastidores de Toy Story (três estudos de personagem a lápis e dois bustos feitos de resina), entre outros. Quem passar pelo CCBB também poderá brincar de animador com um equipamento interativo que dá vida e movimentos ao Menino Maluquinho, famoso personagem de Ziraldo.

Em Aparições, o visitante poderá conhecer – passeando por uma espécie de labirinto de cortinas e projeções – desde as tentativas mais rudimentares até a mais moderna tecnologia de animação. A seção Personagens é um convite à nostalgia (para os mais velhos) e um deleite aos olhos (para pais e filhos), com reproduções de personagens enraizados no inconsciente coletivo, como o camundongo Mickey Mouse e o coelho Pernalonga, as famílias Flintstones e Simpsons, o marinheiro Popeye, a vedete Betty Boop, a meninada de South Park e tantos outros.

-->

Super-humanos reforça a ideia de que nos desenhos animados tudo é possível: a magia é real, uma lata de espinafre pode conferir força extraordinária e robôs têm sentimentos – enfim, as possibilidades são infinitas.

Fábulas e Fragmentos mostra como a memória popular, as tradições seculares, os folclores e as histórias de tempos imemoriais têm sido perpetuadas e ganhado novas vidas, versões e atingido um novo e inesperado público com o auxílio da animação. Ao mesmo tempo, explora o potencial da mídia em construir narrativas mais individuais,como relatos biográficos, denúncias ou a íntima expressão artística.

Os desafios da animação, as experiências com formas e técnicas são o tema da seção Estruturas. Visões oferece evidências da ampliação da animação desde o fim do século 20 para mundos totalmente virtuais, extrapolando os limites entre real e imaginário.

MOVIE-SE já passou pelo Rio de Janeiro e por países como Taiwan, Canadá e Inglaterra, onde estreou em Londres, no Barbican, em 2011. De Brasília, a exposição segue para Detroit, nos Estados Unidos.


Serviço:
GaleriaII, Pavilhão I, Sala Multiuso e Vão Central
De 30 de abril a 7 de julho/ Terça a domingo, das 9h às 21h
Entrada franca
Classificação Livre


BRASÍLIA POP 
brasiliapop@brasiliapop.com

Sobre Elijonas Maia

Elijonas Maia, 23 anos, é fundador e diretor-geral do Brasília Pop. Começou na internet em 2008, escrevendo para sites especializados na área de TV. Colaborou com o extinto TV Audiência e foi colunista semanal. Escreveu para a revista E-teen até criar o blog Pecevejo, de Variedades, ultrapassando 1 milhão de visitas em menos de um ano. Foi eleito pelo canal pago Multishow uma das 500 pessoas mais influentes do Twitter. Fora do mundo virtual, o jornalista já trabalhou no Jornal Satélite, Revista Freedom, Associação dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Correio Brazilliense, TV Record Brasília e atualmente é repórter do Diário do Poder.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Anúncio